Ensaios políticos, de David Hume

Tradução, introdução e notas de João Paulo Monteiro.

Organizadores: Jaimir Conte e Marília Côrtes de Ferraz.

São Paulo: Edições 70, 2021.

https://www.almedina.com.br

Texto das orelhas

David Hume (1711-1776) é o pensador mais influente do Iluminismo Escocês, movimento intelectual cuja relevância nascente foi assinalada por autores tão diversos como Voltaire e Benjamin Franklin. Os escritos filosóficos de Hume tratam de metafísica, epistemologia, história, política, economia, religião, artes, sempre orientados pelo ceticismo enquanto atitude crítica frente às várias formas de dogmatismo e pela ênfase nos métodos empíricos de investigação. Hoje é consenso que o ideário do período definiu os rumos das ciências humanas e orientou a organização social, política e cultural da vida contemporânea.

Os ensaios como gênero moderno de escrita literária ganham prestígio ao longo do século XVIII. Na Grã-Bretanha, a multiplicação de editores independentes acompanha o crescimento do público leitor. São populares sobretudo os ensaios publicados em periódicos, mas vários filósofos e pensadores recorrem a essa forma mais concisa de expressão para falar a um público culto externo ao ambiente acadêmico tradicional.

Os Ensaios Políticos de David Hume têm essa característica, e são aqui apresentados como parte integrante de sua teoria política. Aprimora-se assim o anacronismo da leitura filosófica usual, recuperando o sentido desse pensamento em seu contexto linguístico originário.

Mas ganha também o leitor contemporâneo. Porque a partir do diagnóstico humeano de governos, partidos e comportamentos políticos poderá identificar as permanências que lançarão luz sobre questões políticas de toda sorte.

E esse processo de reconhecimento e atualização crítica poderá consistir no melhor atestado empírico para as inferências generalizadoras que uma vez levaram Hume a esperar que a política pudesse enfim tornar-se uma ciência.

Sara Albieri

Quarta-capa

Os Ensaios Políticos de Hume tiveram uma enorme audiência e considerável influência sobre seus contemporâneos. Mas as reflexões de Hume sobre a política nem sempre tiveram a atenção que merecem, situação que ultimamente vem se revertendo graças a uma série de estudos que iluminam a sua importância. É por isso mais que oportuna a publicação desta edição dos Ensaios, enriquecida com o estudo de João Paulo Monteiro, que, de forma pioneira em língua portuguesa, soube situar o interesse de Hume pela política no quadro mais amplo de suas preocupações filosóficas, bem como mostrar a relevância de sua ciência política, entendida como uma ciência do possível, fundada na experiência histórica, dedicada ao estudo das leis constitucionais e de seus efeitos sobre a sociedade, de forma comprometida com as questões e impasses políticos de seu tempo.

Maria Isabel Limongi

 

Dimensões: 23 x 16 cm

Páginas: 250

ISBN: 9786586618624

Edição:1ª Edição

Data de Lançamento: 01/12/2021

Páginas iniciais